De Que Forma Fazer Uma Boa Improvisação musical

 

De Que Forma Fazer Uma Boa Improvisação musical

Improvisação musical é a alegria dos alunos do curso de violão online na hora de compor e arquivar simultaneamente; isto é, é realmente criar na hora!

Uma boa improvisação é capaz de ser uma harmonia, até melodia, ou mesmo solo, riff, ou o ritmo, etc.

Esta característica separa músicos criadores de músicos reprodutores. Músicos plagiadores são aqueles que somente reproduzem ou colocam em prática músicas prontas. Eles normalmente tem alguma técnica e boa leitura, mas são extremamente engessados musicalmente (ficam na fila para pegar um repertório) e não tem ideia do que estão fazendo, estão somente seguindo um passo a passo já executado por outro músico.

Músicos improvisadores não se limitam a somente tocar músicas já prontas; são capacitados para alterá-las, incrementá-las, criar outras melodias ou harmonias a qualquer hora. Esses são violinistas que entendem o que estão tocando, são aqueles que compreendem o que está detrás da cifra e da pauta. São capazes de dialogar musicalmente.

Vantagens de entender como improvisar

Resumindo, músico que sabe improvisar:

  • Compreende o que está acontecendo e tem ideias rápidas;
  • Tem aptidão pra compor, uma vez que possui diversas ferramentas e recursos em mente;
  • Tem um ouvido muito apurado;
  • É capaz de se sair bem em situações que requer agilidade como: músicas novas, substituições de repertório no último minuto, falha de lembrança (branco), etc.

Põe tua própria personalidade nas canções.

Inspiradorador, não?!

Pra ser músico especialista na arte de improvisar, é preciso entender o assunto em debate. A título de exemplo, no mercado de palestras, toda gente é capaz de elaborar um discurso a respeito de “felicidade”, uma vez que todos e cada um deles possuem algum conceito a respeito deste tema.

Pode ser que o fato de ser um improviso comprometa a qualidade do discurso; diversos falariam sem usar palavras belas ou reflexões profundas. Entretanto, qual número de pessoas improvisariam um discurso a respeito da relevância da equação de Schrödinger no eletromagnetismo quântico?

Na canção, é exatamente o mesmo, necessitamos de um ótimo vocabulário (entender como escolher palavras adequadas) e também necessitamos entender o contexto em que estamos inseridos, afim de que as palavras façam sentido.

Esse papo está bom demais, entretanto iremos falar de coisas mais prática agora: como se começa a improvisar então?

Legal, existem alguns segredinhos pra ser um excelente improvisador. Discutiremos especificamente de solos agora neste artigo, entretanto o conceito é o mesmo para as outras vertentes de improvisação na música.

 

De que forma criar uma improvisação musical

Improvisação musical

Explicando de uma forma bem rápida, basta compreender as escalas básicas e entender de que forma identificar a tonalidade da música afim de se fazer um improviso.

Todos esses assuntos nós explicamos aqui no Descomplicando a Música, não se preocupe. Entretanto, na prática, não é suficiente somente saber e entender as escalas e suas tônica, é necessário entender como criar um solo com elas.

Soa óbvio, entretanto não se iluda. Um improvisador iniciante é capaz de aprender a escala maior e descobrir onde aplicá-la, entretanto se ele não tiver diversas frases e licks guardados na sua mente, o improviso vai sair fedorelho.

Ninguém deseja escutar uma escala digitada pra cima e para baixo sem dinâmica. A arte da música está justamente em entender como desenhar frases musicais com as notas. E de que forma um improvisador que está começando irá conseguir por isso em prática?

Ele precisa iniciar pegando frases prontas de demais guitarristas, decorando-as e aplicando-as em diversos contextos. Dessa forma, ele irá desenvolver a habilidade de entender como encaixar frases em músicas. Isso é indispensável.

Anúncios